VISÕES SOBRE O SÍNODO

Valter de Oliveira

Escrever sobre a situação atual da Igreja é sempre uma grande responsabilidade. Um site de inspiração católica, como claravalcister, tem sempre como objetivo fazer bem às almas. Neste sentido procura, dentro do possível, publicar artigos que fortaleçam a fé, estimulem a esperança, propaguem a caridade. Mais ainda em um mundo tão perturbado, confuso, que corrói as virtudes, que favorece o mal.

Por outro lado, o ensinamento de Cristo e dos apóstolos advertem-nos que devemos estar sempre alertas na defesa da sã doutrina. É preciso saber ver as insídias dos adversários da Santa Igreja. Adversários externos e internos sobre os quais inúmeros papas têm se pronunciado. Afinal, enquanto o cristão deve ser “simples como as pombas”, deve também ser “astuto como as serpentes”. Daí que, não podemos, diante da crise pela qual passa a Igreja, simplesmente fechar os olhos sobre o avanço do mal dentro dela.

O mal ao qual nos referimos especificamente aqui é aquele promovido pela ala progressista (o que não implica em não ver erros e misérias em outras alas). São problemas que ocorrem em todos os níveis da hierarquia e em muitas ordens e instituições religiosas. Lamentavelmente. E o que propagam já não é feito de modo sorrateiro, pelo contrário, sentem-se tão seguros em sua caminhada que já falam abertamente sobre a nova visão de igreja com as consequentes mudanças doutrinárias. Tampouco escondem seus métodos e objetivos. Falam em sites e periódicos católicos e até em declarações episcopais. Ajudados por outro fator: o silêncio de muitos bispos. Silêncio muito semelhante ao que ocorreu na Inglaterra no século XVI e duramente criticado por São Thomas More.

Aproveito para ressaltar um ponto: os que pretendem criar uma nova Igreja, uma nova eclesiologia, no dizer de Bento XVI, dizem que só estão sendo lógicos com o espírito e a letra do Vaticano II. Afirmam-se cristãos verdadeiros, que entendem os sinais dos tempos, e, sobretudo gostam de enfatizar que estão unidos ao Papa Francisco. Na verdade  não é de hoje que afirmam que estão simplesmente atualizando a doutrina católica de modo a deixá-la mais evangélica, mais aberta, mais misericordiosa. Para isso afirmam que é preciso que haja uma verdadeira evolução dos dogmas e da moral da Igreja.

Para que o amigo leitor entenda melhor a questão – como o fazemos com certa frequência, claravalcister irá publicar artigos com diferentes visões do processo sinodal. O primeiro tem um pensamento mais conservador; o segundo mostra o que pensa o cardeal de S. Paulo, D. Odilo Scherer. Mais tarde teremos um com a visão progressista.

Enquanto isso enfrentemos o mar revolto. Serenamente. Ao lado de Cristo.

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta