« CARDEAL MEISNER, O PAPA E A NOVA MORAL. A COMUNHÃO PARA OS DIVORCIADOS “RECASADOS”.

cardeal Meisner

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta